CONTACTO    ACTIVIDADES    MÍDIA    EDUCAÇÃO & LEITURA    LIVROS    PLANTAS    LENDAS    GASTRONOMIA


Dulce Rodrigues, escritora

páginas em francês   páginas em português   páginas em inglês

HOME

Introdução

Aipo ou Salsão

Alho

Carvão vegetal

Cereja e Ginja

Chagas ou Capuchinhas

Coentros

Estévia

Oliveira

Noz de Acaju

Salsa

Tomilho

Urtiga

 

Livro de Visitas

LIVRO de VISITAS


 
 

CARVÃO VEGETAL, o vegetal que absorve os gases intestinais
(noz de coco: nucifera cocos)
 
 

 
 

Origem do carvão vegetal : O carbono é o elemento mais abundante na terra e um elemento importante do corpo humano. O carbono existe sob a forma de sedimentos, carvão, petróleo e também na sua forma pura: grafite e diamente. O que interessa em medicina é um carvão puro, não cancerígero e produzido naturalmente – o carvão vegetal activo.

Preparação do carvão vegetal : O carvão vegetal activo é preparado a partir da casca da amêndoa de coco (nucifera cocos). A casca é carbonizada e, em seguida, reduzida a pó (preto) muito fino, sem odor e sem gosto, completamente inofensivo para o corpo humano. Este processo de preparação aumenta a porosidade do carvão, conferindo-lhe assim um elevado poder de adsorção. Gostaria de salientar aqui a diferença entre adsorção e absorção, embora normalmente se diga absorção. Mas, cientificamente, a adsorção é uma propriedade extraordinária através da qual uma substância fixa à sua superfície outras substâncias, enquanto que na absorção essas outras substâncias são assimiladas (ou incorporadas) à substância absorvente.

palmeira
Coqueiro, nas margens ao longo dos canais da laguna, Kumarakom (Kerala), Índia

Como age o carvão vegetal ? Uma vez ingerido, o carvão vegetal activo permanece no tubo digestivo, onde é perfeitamente tolerado, e aprisiona à sua superfície diversas substâncias nocivas ao nosso corpo, como os aditivos alimentares, as bactérias tóxicas provenientes de peixes, mariscos e outras fontes alimentares, igualmente os resíduos de pesticidas e de adubos que existem nos frutos e legumes que comemos e que são cultivados como todos sabemos, embora muita gente prefira ignorar.

Os gases intestinais que provocam flatulência, dores abdominais e inchaço do estômago devidos a uma má higiene alimentar (excesso de açúcar, fritos, álcool) são assim adsorvidos pelo carvão vegetal. Mas a acção deste vai ainda mais além, pois adsorve também as bactérias que produzem esses gases, reduzindo deste modo e rapidamente as perturbações do sistema digestivo. Ao reduzir os gases intestinais, o carvão vegetal contribui a afinar a silhueta e reduzir a barriga.

Actua também sobre o mau hálito ocasionada geralmente por uma forte fermentação intestinal, e é ainda útil no tratamento de diarreias, pois ao adsorver as bactérias, forma uma espécie de penso protector.

O carvão vegetal é eliminado nas fezes, razão por que estas podem apresentar por vezes uma cor escura.

Precauções a tomar : O carvão vegetal activo é geralmente sem perigo para o adulto, desde que não seja tomado durante períodos muito longos. Pode, todavia, provocar em certos indivíduos alguns pequenos problemas de prisão de ventre e, em casos muito raros, retardar ou mesmo obstruir o tracto intestinal, bem como provocar desidratação. É, por isso, de aconselhar uma consulta com o médico ou com um profissional parmacêutico antes de inciar uma cura com carvão vegetal.

© Dulce Rodrigues

 

ENVIE O SEU COMENTÁRIO - Gostaria da sua opinião

 
 
 



Como utilizar as plantas?
Como utilizar as plantas?

Infusões de plantas
Infusões de plantas



Siga Dulce Rodrigues no Google

Siga Dulce Rodrigues no Facebook Siga Dulce Rodrigues no YouTube Siga Dulce Rodrigues no Pinterest Siga no LinkedIn  

Copyright © Dulce Rodrigues, 2000-2016. Reservados todos os direitos.