Vídeos   PPS   O Olhar das CRIANÇAS   OS MEUS LIVROS   Teatro JUVENIL   Portal Web CRIANÇAS


Dulce Rodrigues, escritora

páginas em francês   páginas em português   páginas em inglês

BEM-VINDOS(AS)

QUEM SOU ?

OS MEUS LIVROS

ACTIVIDADES

SER AUTOR

PORTUGUÊS: mais bela
Língua materna

RECEITAS portuguesas

LENDAS do Mundo

PLANTAS amigas da
nossa saúde

VIAGENS & FOTOS

BLOGUE "ALI-BABÁ"

EFEMÉRIDES

BIBLIOGRAFIA

PRÉMIOS Literários

SALA de IMPRENSA

PREFERÊNCIAS

 

Livro de Visitas
   LIVRO de VISITAS

   

Um escritor precisa, normalmente, de uma pequena nota biográfica, escrita na terceira pessoa, destinada a dar informação sobre si próprio quando publica livros ou qualquer outra obra literária. Eis a minha.

Bio: Dulce Rodrigues é uma escritora portuguesa que vive um pouco por toda a Europa. Gosta de jardinagem, fotografia, arte, música, animais e livros – tanto os dos outros como os que ela própria escreve, especialmente os que escreve para crianças e jovens… de todas as idades. É uma apaixonada por História e por viagens e adora os seus dois filhos. Leia excertos dos seus livros, os textos das suas conferências, os seus artigos sobre plantas medicinais, lendas e tudo o mais que encontrar no seu sítio web – www.dulcerodrigues.info – e sinta-se à vontade em lhe dizer o que pensa… sobre tudo ou quase tudo. Ela responde sempre às mensagens. Dulce Rodrigues foi distinguida com duas bolsas de estudos e quatro prémios literários, e algumas das suas peças foram representadas no estrangeiro.

Agora, a versão para crianças e jovens:

Era uma vez uma menina que adorava livros. Os livros são fonte de alegria, divertimento e conhecimento.

Como estava muitas vezes doente, quando a iam visitar os familiares e amigos levavam-lhe sempre um livro. E quanto mais ela lia, mais gostava de ler. Como para tudo o resto, quanto mais conhecemos uma coisa, mais gostamos de a conhecer. Com a leitura passa-se o mesmo. E a imaginação dela enchia-se de estórias que a transportavam para outros mundos e que ela gostava de contar a outras crianças como ela.

À medida que foi crescendo, a vida foi mudando e uma altura houve em que deixou de ter tempo para contar estórias. Mas estas continuavam a surgir na sua cabeça até à altura em que... Não dizem que na velhice voltamos à nossa meninice?

E a criança de outrora passou de novo a ter todo o tempo que queria para contar estórias às crianças de agora! E as estórias sentiram-se felizes por poderem voltar do seu exílio forçado e encheram alegremente páginas e páginas de livros.

Já deve ter adivinhado. Eu era essa menina. O meu nome é Dulce Rodrigues e sou autora premiada de livros e peças de teatro infanto-juvenis e também do sítio lúdico-educativo em quatro línguas - www.barry4kids.net.

Desejo que os jovens de todas as idades gostem tanto das minhas estórias como eu adorei escrevê-las.

E por fim, uma versão mais detalhada:

O meu nome é Dulce Rodrigues e sou a autora de A Aventura do Barry e outros livros infanto-juvenis em português, francês, inglês e alemão, assim como do sítio multilingue para crianças e jovens www.barry4kids.net.

Nasci num dia de Primavera, já lá vão muitos anos... "Alfacinha" e portuguesa de nacionalidade e de coração, vivi grande parte da minha vida na cidade que me viu nascer. Mas embora traga Lisboa e o meu belo Portugal sempre no coração, a minha “aventura” profissional levou-me a outras cidades e países. Durante cerca de quarenta anos, reparti a minha vida profissional entre o meu país de origem - que adoro - e os países estrangeiros que adoptei e que me adoptaram. Isso tem-me permitido divulgar mais facilmente a enorme riqueza cultural do meu país e conhecer de perto novas gentes e mentalidades, o que inevitavelmente abriu o meu horizonte espiritual e influenciou a minha própria vivência.

Divido agora o meu tempo entre as viagens afectivas ou de lazer, e os livros - como leitora e como autora. Escrever, sobretudo para crianças, é fonte de grande prazer e realização pessoal.

E porque a língua é a alma de um povo, a melhor maneira que encontrei para compreender os outros foi aprender a língua deles. Sou poliglota, falo seis línguas vivas e escrevo regularmente pelo menos em três, o que me permitiu ganhar quatro prémios em concursos literários internacionais com contos para crianças em três línguas.

Os meus verdes anos passei-os no Bairro da Encarnação. Os meus pais mudaram-se para lá na véspera dos meus quatro anos. Ali frequentei a escola e encontrei os primeiros amigos e amigas, e muitas dessas amizades perduraram através do tempo; algumas, infelizmente, já nos deixaram prematuramente.

Fui uma adolescente como tantas outras, mas nesse período da minha vida começou a manifestar-se o meu interesse pela escrita, pela Ciência e pela História... Circunstâncias várias levaram-me, contudo, a seguir primeiramente o campo das Letras. Talvez porque comecei cedo a contactar com Alemães, uma vez que o meu pai praticamente sempre trabalhou na Siemens em Portugal, apaixonei-me pela língua alemã, e logo após ter terminado o meu curso do British Council, inscrevi-me no Goethe-Institut, que alguns anos mais tarde me ofereceu uma bolsa de estudos, o que me levou a viver pela primeira vez num país estrangeiro e a começar a tomar verdadeiramente gosto pelas viagens.

Regressei a Portugal, mas o apelo da Alemanha, que para uma jovem adulta da época representava a aventura e a liberdade, foi mais forte. Assim começou uma carreira professional internacional que interrompi para voltar de novo para Portugal. Mas alguns anos depois parti novamente. E como a vida às vezes nos prega partidas, embora eu seja contra a guerra e contra tudo o que é violência, a verdade é que as minhas vivências profissionais no entrangeiro me levaram sempre a trabalhar com organizações de carácter bélico. Nos anos 60, na Alemanha, fui tradutora de inglês/alemão junto do ENGCOMEUR, por outras palavras, do Comando de Engenharia das Forças Armadas Norte-americanas na Europa, entidade que pertencia ao Ministério da Defesa dos Estados Unidos. Anos mais tarde, já nos anos 80 e no Luxemburgo, fiz parte do pessoal internacional da NAMSA, ou seja, da agência que faz a manutenção e reparação de material bélico para os países que pertencem à Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN). Foi esta organização que me ofereceu a minha segunda bolsa de estudos, quando paralelamente à minha actividade profissional me decidi a pisar de novo os campos universitários, desta vez com uma universidade inglesa, para finalmente realizar o meu sonho no campo da Ciência.

Tenho uma grande ânsia de aprender sempre e cada vez mais, e todos os assuntos me fascinam. A História é outra das minhas paixões, especialmente a de Portugal, e dela tenho feito o tema das minhas conferências. Adoro viajar e sou um pouco como o vento - sempre em constante deslocação. Mas aprecio igualmente o aconchego da minha casa, quer seja a de Portugal ou a da Bélgica. Sou uma apaixonada pela Natureza, pela sua grandeza e diversidade. Aprecio todas as formas de expressão artística, desde que elas nos transmitam Beleza, pelo que sinto uma grande tristeza quando penso na Arte - se é que podemos dar-lhe esse nome - que nos legou o final do século XX e com que se estreou o século XXI. E porque amo a Vida, ela também tem sabido amar-me.

Sou membro de várias associações, tanto em Portugal como no estrangeiro.

Tenho dois filhos que são o melhor presente que a Vida me podia ter dado.

 
 
 
 
Comunicados de Imprensa    Críticas literárias    Ilustradores    Fotos para a Imprensa    Contacto    Home

LIVROS para CRIANçAS

OUTROS LIVROS

Travelogue Egypt thru the Eyes of a Western Woman 



Siga Dulce Rodrigues no Google

Siga Dulce Rodrigues no Facebook Siga Dulce Rodrigues no YouTube Siga Dulce Rodrigues no Pinterest Siga no LinkedIn  

ARTIGOS para CRIANçAS

Loja Barry, artigos para criança
Todos os artigos em
Cafepress

 

ACTIVIDADES para CRIANçAS

para a página das peças de teatro para crianças

 

PRÉMIOS LITERÁRIOS

Copyright © Dulce Rodrigues, 2000-2014. Reservados todos os direitos.